Regras do Vôlei de Praia

JOGADORES E POSICIONAMENTO

    – Cada equipe é composta por dois jogadores;
    – Não há substitutos. Em caso de lesão, a equipe perde automaticamente a partida;
    – Ao contrário do vôlei de quadra, os jogadores não têm posicionamento específico. Ambos podem se mover, atacar e defender livremente na quadra.



QUADRA

    – A quadra tem 16 metros de comprimento por 8 metros de largura;
    – É composta por areia, rede e linhas que delimitam seus limites;
    – A rede tem altura de 2,24 metros na disputa feminina;
    – Na disputa masculina, a altura da rede é de 2,43 metros.


DURAÇÃO DA PARTIDA E SETS

    – Não há tempo de duração estabelecido para uma partida. Elas são disputadas em melhor de três sets, sendo a primeira dupla a ganhar dois sets a vencedora do jogo;
    – Para vencer um set, a dupla deve acumular 21 pontos. Em caso de empate em 20 a 20, o set só é finalizado quando uma das equipes abre uma vantagem de dois pontos;
    – Em caso de empate por 1 set a 1, o terceiro set é disputado em formato de tiebreak. A dupla que alcançar a marca de 15 pontos primeiro vence a partida. Se o placar atingir 14 a 14, o jogo é finalizado quando uma das equipes abre vantagem de dois pontos.

PONTOS

    Uma dupla marca um ponto com:
    – Acerto da quadra adversária: conseguem fazer com que a bola toque o chão da quadra adversária, seja por meio de um ataque, um bloqueio ou um saque (ace) bem sucedido;
    – Erro adversário: quando o oponente joga a bola na rede, para fora dos limites da quadra ou comete uma falta.


SAQUE

    – Todos os pontos devem ser iniciados com um saque. Um dos componentes da dupla deve se posicionar atrás da linha de sua quadra, a qualquer distância e colocar a bola em jogo. Caso ele pise na linha ou invada a quadra antes de terminar o movimento do saque, o mesmo é invalidado e o time adversário ganha automaticamente o ponto;
    – Quando uma equipe que está no saque vence o ponto, ela continua a sacar. O mesmo sacador é mantido, até que o adversário vença um ponto. Quando o time recebedor vence um ponto, ele recebe o direito de sacar;
    – A cada troca de direito de saque, as duplas devem inverter o sacador. Por exemplo, se jogador A está sacando e o adversário marca um ponto, na próxima vez que sua equipe fizer um ponto, jogador B que deverá sacar;
    – No momento do saque, a dupla que estiver na defesa deve estar dentro de sua quadra. Da mesma forma, o companheiro do sacador também deve estar dentro de seu lado da quadra. Caso um dos lados falhe em cumprir essa regra, a equipe adversária recebe automaticamente um ponto.


PENALIDADES

    Existem faltas que podem ser aplicadas se o jogador não respeitar algumas regras do vôlei de praia, que garantem automaticamente um ponto e o direito ao saque para o adversário. São elas:

    – Dois toques: o mesmo jogador não pode dar dois toques consecutivos na bola;

    – Condução: o jogador não pode empurrar ou carregar a bola, apenas dar um toque, soco ou tapa em movimento único;

    – Um time não pode dar mais de três toques na bola sem que ela retorne à quadra adversária. Se um jogador da equipe der um quarto toque, ocorre a falta. No vôlei de praia, bloqueios são contabilizados como toque;

    – O jogador não pode tocar a fita superior da rede ou puxá-la propositalmente;

    – O jogador não pode bloquear um saque;

    – O jogador não pode fazer um ataque à quadra adversária sem que a bola passe no espaço entre as duas antenas da rede (não pode passar “por fora” nem tocar uma delas).


GLOSSÁRIO

    – Recepção: é o primeiro toque dado pela equipe que não está sacando. Pode ser feita por qualquer um dos dois jogadores da dupla.

    – Manchete: consiste num movimento de defesa em que o jogador estica os braços e junta as mãos, formando um V. A manchete ideal é realizada com o a bola batendo no antebraço do jogador, com o intuito de absorver o impacto do ataque ou saque adversário.

    – Cortada: jogada mais comum de ataque, consiste no movimento vertical, de cima para baixo, do o braço, enquanto o jogador está em suspensão no ar, para gerar aceleração na bola, com o intuito de cravar a bola no chão da quadra adversária ou explorar o bloqueio do oponente, em busca de vencer o ponto.

    – Bloqueio: é realizado quando o time adversário está atacando. Os jogadores esticam os braços para o alto e saltam, criando uma “parede” para impedir que a bola passe e, se possível, ainda consigam cravar a bola na quadra adversária, para pontuar. É comum ver apenas bloqueios individuais no vôlei de praia, enquanto o outro jogador fica mais afastado, para prevenir bolas por cobertura.

    – Explorar o bloqueio:
    em determinados ataques, o jogador pode ser ver diante de um bloqueio adversário e decidir, ainda assim, fazer o ataque no mesmo, com o intuito de que a bola desvie, vá para fora da quadra e sua equipe pontue.

    – Reco: movimento em que o jogador da defesa está próximo da rede e, no momento do ataque adversário, recua na quadra, para tentar realizar uma defesa ao invés de tentar um bloqueio.


Continua com dúvidas nas regras?

Acesse nosso Tira-Dúvidas e veja as principais perguntas já respondidas!


Um comentário sobre “Regras do Vôlei de Praia

    Octavio Martins de Lima (Ico)

    (19 de setembro de 2016 - 06:59)

    Ilustres amigos:
    Considerando que a levantada pode ser realizada com as duas mãos como no vôlei tradicional

    Considerando que é proibido dois toques ou condução tanto no vôlei de praia quanto no vôlei de areia…

    PORQUÊ não é permitido passar a bola aí campo adversário com o mesmo movimento permitido na levantada?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *