Regras do Futebol

DURAÇÃO DA PARTIDA

    – Uma partida é dividida em dois tempos de 45 minutos corridos;
    – Ao final de cada período, o árbitro pode atribuir acréscimos, isto é, adicionar minutos que acredite ser correspondentes às paralisações por substituição, atendimento a jogadores machucados e demora em repor a bola em jogo que ocorram durante os 45 minutos regulares do período;
    – Esses acréscimos costumam variar entre um a cinco minutos adicionais, sendo maior em casos de paralisações grandes durante a partida, como um atendimento a jogador seriamente contundido ou fatores externos, como falta de energia no estádio;
    – Intervalo de 15 minutos entre os períodos.



JOGADORES

    – Em campo: 11 para cada equipe;
    – Reservas: variável de acordo com a liga ou torneio;
    – Substituições: três para cada equipe, realizadas com a permissão do árbitro quando o jogo é paralisado (bola sai de campo, falta, impedimento ou contusão).


INÍCIO DO JOGO

    – Antes do jogo começar, o árbitro se reúne com os capitães para um sorteio (em geral, cara ou coroa). O vencedor escolhe entre:
    A) Começar com a posse de bola no primeiro tempo;
    B) Começar com a posse de bola no segundo tempo;
    C) O lado do campo que começará jogando.
    O outro capitão faz sua escolha baseada nas opções restantes;

    – Antes do árbitro anunciar o início do jogo, as duas equipes devem ter seus 11 jogadores distribuídos somente em suas respectivas metades defensivas do campo;

    – A bola é posicionada na marca central, no meio do campo;

    – O time que sairá com a posse de bola pode ter jogadores dentro de sua metade do círculo central. Os adversários devem ficar fora do círculo;

    – Para a saída de jogo ser válida, o jogador pode rolar a bola para frente ou para trás.


CONDUÇÃO DA BOLA

    – Todos os jogadores podem conduzir livremente a bola, sem limite de tempo, com qualquer parte de corpo que não sejam mãos e braços;

    – Os goleiros são os únicos que podem tocar a bola com as mãos e braços, desde que estejam dentro de suas próprias grandes áreas;

    – Caso o goleiro realize uma defesa, ele poderá segurar a bola em suas mãos por, no máximo, seis segundos;

    – Se um jogador recuar a bola intencionalmente para o goleiro com os pés ou pernas, ele não poderá pegá-la com as mãos. Se o recuo for feito com um toque de cabeça, barriga ou peito, ele poderá dominá-la normalmente com as mãos;

    – Se um chute ou passe do adversário desviar na perna de um defensor, o goleiro poderá pegar a bola com as mãos, já que não terá sido um lance intencional.

O GOL

    – Uma equipe marca um gol quando a bola ultrapassa totalmente a linha de gol adversária. Se parte dela ficar sobre a linha, o gol não deve ser validado;

    – Qualquer jogador pode marcar um gol, desde que não utilize mãos ou braços para tal.


O LATERAL

    – Quando um jogador de determinado time encosta na bola e ela sai por uma das linhas laterais, a equipe adversária ganha a posse de bola;

    – Para cobrar um arremesso lateral, o jogador deve segurar a bola com as duas mãos atrás de sua cabeça e, num movimento de arco, soltá-la quando ultrapassar sua testa. Ambos os pés devem estar fora do campo e tocando o solo no momento em a bola é solta;

    – Se o jogador cobrar o lateral sem respeitar essas especificações, a árbitro aponta a reversão e o adversário recebe a posse de bola no mesmo local, também em forma de lateral.


TIRO DE META

    – Quando um time está no ataque, toca na bola e ela sai pela linha de fundo do adversário, a outra equipe recebe a posse;

    – Para realizar a cobrança, o goleiro ou outro jogador da equipe deve posicionar a bola dentro ou sobre a linha da pequena área, e, num único toque, chutá-la ou passá-la com um único toque;

    – Após a cobrança, os jogadores só podem encostar na bola após ela ultrapassar a linha da grande área. Se um atleta, de qualquer time, tocar a bola antes que ela saia da área, a cobrança é invalidada e deve ser feita novamente.


ESCANTEIO

    – Quando a bola desvia num defensor ou goleiro e sai por sua linha de fundo, o time atacante ganha a posse de bola;

    – Para a cobrança do escanteio, o jogador deve posicionar a bola sobre ou dentro do quarto de círculo, no encontro entre as linhas de fundo e lateral. A cobrança é realizada num toque único, com um dos pés.


FALTAS

    Se um jogador não respeita às regras do futebol de condução e disputa de bola, ele comete uma falta. São divididas em faltas diretas e indiretas.


FALTAS DIRETAS

    Podem ser cobradas diretamente ao gol adversário. São elas:
    1) Acertar um pontapé ou rasteira no adversário;
    2) Empurrar ou agarrar um adversário;
    3) Agredir um adversário;
    4) Tocar a bola com mãos ou braços de forma deliberada (exceção ao goleiro).

    As cobranças são feitas no local em que a infração aconteceu. Quando uma falta direta ocorre dentro da grande área defensiva, o time que está atacando recebe um pênalti.


FALTAS INDIRETAS

    Não podem ser cobradas diretamente para o gol adversário. Também conhecidas como “faltas em dois toques”. São elas:
    1) O goleiro toca a bola com as mãos após um recuo de um companheiro de equipe com os pés ou em cobrança lateral;
    2) O goleiro demora mais de seis segundos para colocar a bola em jogo com ela em posse em suas mãos;
    3) Um jogador atua de forma violenta, porém não atinge o adversário;
    4) Um jogador impede que o goleiro saia jogando com as mãos.

    As cobranças são feitas no local em que a infração aconteceu, mesmo que dentro da grande área do adversário. Se ocorrer dentro da pequena área, a bola é posicionada sobre sua linha.


BARREIRA

    A equipe defensiva pode montar uma barreira para tentar bloquear uma finalização durante uma cobrança de falta do adversário. A única regra é que todos os jogadores devem se posicionar a, pelo menos, 9,15 metros de onde a bola estiver posicionada, e só podem se mover para frente após a cobrança ser realizada.


PÊNALTI

    – A bola é posicionada na marca do pênalti;
    – Somente o goleiro adversário e o cobrador podem ficar dentro da grande área. Os outros jogadores devem ficar fora dela e só podem avançar após a cobrança ser feita;
    – O goleiro pode se mover lateralmente o quanto quiser, desde que esteja sobre a linha de gol. Ele só pode se mover para a frente após o cobrador encostar na bola. Se o goleiro se adiantar e realizar a defesa, o árbitro fará com que a cobrança seja repetida;
    – O cobrador não pode fazer a “paradinha”, isto é, no momento em que armar o chute, parar seu movimento e esperar o goleiro cair para um dos lados. Se fizer, o árbitro fará com que a cobrança seja repetida;
    – Se um jogador da defesa “invadir” a área antes da cobrança e o pênalti não for convertido, o árbitro fará com que a cobrança seja repetida;
    – Se um jogador do ataque “invadir” a área antes da cobrança e o pênalti for convertido, o árbitro fará com que a cobrança seja repetida;
    – Caso a bola bata na trave, o cobrador não pode ser o primeiro jogador a encostar nela novamente.


CARTÃO AMARELO

    Em alguns casos de não cumprimento de regras do futebol, o jogador pode ser advertido com um cartão amarelo. Ocorre quando:
    1) Jogador apresenta conduta antiesportiva (excesso de força, provocação, simulação de falta);
    2) Infringir de forma repetitiva as regras do jogo, cometendo excesso de faltas;
    3) Retardar o reinício da partida numa cobrança de falta, lateral ou tiro de meta, ou impedir que o adversário coloque a bola em jogo;
    4) Reclamar e desaprovar as decisões tomadas pelo árbitro;
    5) Abandonar o campo sem permissão do árbitro;
    6) Entrar no campo sem permissão do árbitro;
    7) Não respeitar a distância da bola quando defensor em cobranças de falta ou escanteio;
    8) Retirar a camisa ao comemorar um gol.

    O acúmulo de dois cartões amarelos na mesma partida ocasionam num cartão vermelho para o jogador.


CARTÃO VERMELHO

    Em casos mais graves de não cumprimento de regras do futebol, o jogador recebe diretamente um cartão vermelho e é expulso da partida. Ocorre quando:
    1) Jogador apresenta conduta violenta;
    2) Jogador comete uma falta grave, que coloca em risco a integridade física do adversário (carrinhos frontais ou traseiros, pisão, socos ou cotoveladas intencionais);
    3) Jogador utiliza linguagem ofensiva ou gestos obscenos com árbitro, demais jogadores, comissão técnica ou torcida;
    4) Jogador cospe em qualquer pessoa;
    5) Impedir intencionalmente um gol com a mão (exceção para o goleiro);
    6) Fazer uma falta em um adversário que estava em situação clara e manifesta de marcar um gol;

    Ao ser expulso, o jogador é excluído da partida e sua equipe não tem direito de colocar um substituto em seu lugar.


REGRA DO IMPEDIMENTO

    – Um jogador que está no campo de ataque só pode receber um passe se dois ou mais defensores adversários (contando o goleiro) estiverem mais próximos da linha de fundo que ele, no momento em que o passe for realizado. Caso isso não ocorra, o auxiliar indica posição de impedimento;
    – O impedimento é cobrado como um tiro livre indireto;
    – Se, no momento do passe, o jogador estiver mais adiantado que os adversários, porém dentro de seu próprio campo defensivo, o impedimento não é caracterizado;
    – Se, no momento do passe, o jogador estiver mais longe da linha de fundo que seu companheiro que realiza o passe, o impedimento não é caracterizado.


GLOSSÁRIO

    – Artilheiro: Nome dado ao jogador que marca muitos gols;

    – Banheira: Diz-se que um jogador está na banheira quando o mesmo fica no campo de ataque, muito adiantado em relação aos defensores, em posição de impedimento.

    – Cêra: Retardar o reinício da partida para ganhar tempo quando o time está com um placar favorável.

    – Chapéu: Drible em que o jogador encobre o adversário, fazendo com que a bola passe por cima de sua cabeça.

    – Drible da vaca/meia lua: Drible em que o jogador rola a bola por um lado do adversário, corre pelo outro e a domina novamente.

    – Frango: Falha do goleiro em uma bola defensável que ocasiona em gol adversário.

    – Rolinho/caneta: Drible em que o jogador passa a bola por entre as pernas do adversário.

    – Ponte: Lance em que o goleiro se estica horizontalmente, tirando os pés do chão e faz a defesa.

    – Um-dois: Lance em que o jogador faz o passe para um companheiro e avança, se apresentando para receber a bola novamente.


Continua com dúvidas nas regras?

Acesse nosso Tira-Dúvidas e veja as principais perguntas já respondidas!


12 comentários sobre “Regras do Futebol

    Gustavo

    (6 de junho de 2018 - 13:01)

    O árbitro pode acabar o jogo com a bola em qualquer lugar do campo? Ou deve deixar a jogada terminar?

      Regras dos Esportes

      (4 de julho de 2018 - 17:58)

      Olá Gustavo,

      O árbitro pode encerrar o jogo a qualquer momento, desde que tenha sido respeitado o mínimo de 45 minutos. Existe uma única exceção: se um pênalti foi marcado, ele não pode terminar a partida sem que a cobrança seja realizada.
      Entretanto, mesmo não sendo uma regra oficial, há um certo consenso entre a arbitragem de que o melhor é esperar uma jogada ofensiva acabar antes de encerrar o jogo mesmo que o tempo tenha expirado.

    paul gerson monte gradvohl

    (3 de julho de 2018 - 10:50)

    gostei muito das regras de futebol escritas por vocês. vocês são massa! legal né ? bom dia até mais ver!

    Orenicia

    (6 de julho de 2018 - 21:49)

    Quando fui estudar o vocabulário do futebol o Brasil já havia perdido, mas fica para próxima copa e outro jogo.
    Obrigada

    Leonardo

    (10 de julho de 2018 - 16:26)

    Quias os jogadores podem cobrar a lateral?

      Regras dos Esportes

      (11 de julho de 2018 - 12:57)

      Olá Leonardo,

      Qualquer jogador da equipe, incluindo o goleiro, pode fazer a cobrança de lateral durante uma partida de futebol.

    Carlos Eduardo

    (13 de julho de 2018 - 00:27)

    Se o time que acabou de marcar o gol estiver fora de campo no momento da celebração, o time adversário pode rolar a bola no meio campo?

      Regras dos Esportes

      (4 de agosto de 2018 - 16:37)

      Olá Carlos Eduardo,

      Não pode. O jogo só é reiniciado quando o árbitro garante que todos os jogadores tenham retornado para sua metade do campo. Portanto, se os jogadores estiverem comemorando, o árbitro não dará autorização para a saída de jogo.

    Karine

    (9 de agosto de 2018 - 14:20)

    Durante a cobrança do arremesso de meta, o goleiro ao arremessar a bola permitiu que a mesma entrasse em sua própria meta. Qual é o procedimento adotado pelo árbitro??

      Regras dos Esportes

      (13 de agosto de 2018 - 22:08)

      Olá Karine,

      No futebol, o lance seria considerado gol contra. Não há regra que impeça o goleiro de fazer a cobrança contra sua própria meta. Inclusive já houve casos de tiros de meta em que o vento fez a bola voltar na direção contrária e o gol contra foi anotado.

    Jean marcelo Santos da Silva

    (9 de agosto de 2018 - 22:21)

    Sobre o escanteio: se a bola sair de um lado, posso bater o escanteio do outro lado???

      Regras dos Esportes

      (13 de agosto de 2018 - 22:04)

      Olá Jean,

      A instrução do árbitro será para que o jogador cobre o escanteio do lado correspondente. Em casos em que a bola desvia e sai por cima da meta, o árbitro costuma ser mais “flexível” e permitir que o time faça a cobrança no lado direito, mesmo que a bola tenha saído um metro a mais para a esquerda, por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *