Regras da Natação

OBJETIVO

    Percorrer a distância estipulada na disputa no menor tempo possível, de acordo com as modalidades de nado.



A PISCINA DA NATAÇÃO

    – Uma piscina de padrão olímpico tem 50 metros de comprimento e 25 metros de largura;
    – Competições internacionais utilizam também as chamadas piscinas curtas, que possuem 25 metros de comprimento e 20 metros de largura;
    – As piscinas são divididas em raias, espécies de corredores demarcados por uma faixa no fundo ou por material flutuante. Em piscinas olímpicas, cada raia possui 2,5 metros de largura, enquanto nas curtas essa medida é de 2 metros;
    – Cada piscina possui oito raias para competição, além de uma raia livre adicional de cada lado.


INÍCIO DA PROVA

    – Antes do início, os nadadores se posicionam à beira da piscina, sobre plataformas, para tomarem impulso (exceção feita ao nado estilo costas, o qual os competidores iniciam a disputa já dentro da água);
    – Após todos os competidores estarem em suas marcas, uma campainha toca e eles são autorizados a saltarem na água, em suas respectivas raias;
    – Após chegarem à água, os nadadores podem realizar a técnica de golfinhada, em que permanecem com o corpo inteiro submerso, braços esticados para frente e executam movimentos ondulares com as pernas, com o intuito de quebrar a resistência da água e avançar mais rapidamente. O limite para golfinhada é de, no máximo, 15 metros percorridos. Para orientar os nadadores, as raias possuem cores diferentes e o fundo da piscina uma marca horizontal indicando a distância de 15 metros da borda.

ESTILOS DE NADO

    Existem quatro estilos de nado, cada um com suas peculiaridades.

    NADO CRAWL
    É o estilo adotado nas competições de modalidade livre, por ser o mais veloz. É caracterizado pelo movimento constante dos pés para cima e para baixo, enquanto os braços fazem rotações para frente, revezando entre direito e esquerdo.

    NADO BORBOLETA
    Estilo em que o nadador rotaciona os braços para frente simultaneamente, enquanto o restante do corpo faz movimentos ondulatórios. Também recebe o nome de nado golfinho.

    NADO PEITO
    É o estilo mais lento dos nados e que exige maior esforço físico. O nadador faz um movimento horizontal simultâneo com os dois braços, como se estivesse “abrindo” caminho. Ao mesmo tempo, as pernas repetem o movimento em sincronia. Entre o final e início de uma nova braçada, o atleta emerge da água.

    NADO COSTAS
    Único estilo em que os nadadores iniciam a disputa já dentro da água. Se caracteriza pelo atleta ficar com as costas viradas para o fundo da piscina. Os braços fazem rotações para trás, revezando entre direito e esquerdo. Os pés se movimentam para cima e para baixo, garantindo maior impulsão.


PROVA MEDLEY

    – O competidor executa os quatro estilos durante uma mesma prova;
    – A sequência é iniciada pelo nado borboleta, seguido por peito, costas e livre/crawl, respectivamente;
    – As provas de Medley podem ser de 200 ou 400 metros. No primeiro caso, o alteta percorre a distância da piscina (50 metros) apenas uma vez por estilo. No segundo, ele percorre a distância de ida e volta até trocar de estilo (100 metros).


REVEZAMENTO

    – Provas por equipes, formadas por quatro competidores;
    – Provas de revezamento podem ser de estilo livre ou medley (no segundo caso, cada nadador executa apenas um dos estilos).


DISTÂNCIAS DAS PROVAS DE NATAÇÃO

    As provas internacionais seguem algumas seguintes distâncias, divididas por estilos de nado.
    – LIVRE: 50m, 100m, 200m, 400m, 800m e 1500m (somente masculino);
    – COSTAS: 50m (não olímpico), 100m e 200m;
    – PEITO: 50m (não olímpico), 100m e 200m;
    – BORBOLETA: 50m (não olímpico), 100m e 200m;
    – MEDLEY: 200m (50m cada estilo) e 400m (100m cada estilo);
    – REVEZAMENTO: 4x100m livre (100m cada integrante da equipe), 4x200m livre (200m cada) e 4x100m medley (100m cada integrante, um estilo por nadador).


GLOSSÁRIO

    – Fundista: nadador que tem como especialidade as provas de longa distância, como os 800 metros no feminino e 1500 metros no masculino.

    – Velocista: nadador que tem como especialidade as provas de curta distância, como os 50 e os 100 metros.

    – Surfar: ação em que o nadador, estando um pouco atrás do adversário da raia ao lado, aproveita as marolas criadas pelo movimento da água para quebrar sua resistência, obtendo vantagem.

    – Queimar: diz-se que um competidor “queimou a largada” quando o mesmo se mexe na plataforma ou pula na água antes da campainha que dá início à prova. O nadador que comete esta infração é eliminado automaticamente da competição e uma nova largada é feita com os demais atletas. Em casos de revezamento, se um dos integrantes pular à água antes de seu parceiro tocar a borda, a equipe é desclassificada ao final da prova.



Continua com dúvidas nas regras?

Acesse nosso Tira-Dúvidas e veja as principais perguntas já respondidas!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *