Regras da Canoagem de Velocidade

OBJETIVO

    Percorrer a distância da prova no menor tempo possível.

TRAJETO

    • – As competições são praticadas em locais com águas calmas;
    • – Os participantes são divididos em nove raias (oito nos Jogos Olímpicos), em linha reta, demarcadas por boias;
    – Provas são divididas em distâncias de 200m, 500m, 1000m e 5000m.



CANOA E CAIAQUE

    • Na modalidade de canoagem de velocidade, existem dois tipos de barcos: canoas e caiaques.

– Canoa: a parte superior é bastante aberta, para que o competidor fique ajoelhado com uma das pernas e apoiado sobre a outra no assoalho. Os remos utilizados têm uma única pá, assim o movimento de remar é feito somente de um lado.

– Caiaque: possui “buracos” em que o competidor fica sentado, somente com o tronco, braços e cabeça para fora. Os remos utilizados têm duas pás, tornando possível que movimento de remar seja revezado entre direita e esquerda.

IDENTIFICAÇÃO DAS PROVAS

    • As provas são identificadas através de códigos, que apontam, em sequência:

– Tipo de barco: C (canoa) ou K (caiaque);
– Equipe: 1 (prova individual), 2 (dupla) ou 4 (quarteto);
– Gênero: M (masculino) ou W (feminino);
– Distância: 200m, 500m, 1000m ou 5000m.

Exemplo: C2W 1000m é a identificação de uma disputa de canoa (C) em dupla (2) feminina (W) de 1000 metros (1000m).

GLOSSÁRIO

– Amurada: parte lateral superior das canoas e caiaques.

– Boca: parte aberta e mais larga das canoas e caiaques, localizada no meio do barco.

– Esteira: trilha formada na água conforme os barcos entram em movimento.


Continua com dúvidas nas regras?

Acesse nosso Tira-Dúvidas e veja as principais perguntas já respondidas!